Stephen Hawking e “A Teoria de Tudo”

por iw_azeheb 03 fev

Durante o mês de janeiro foi lançado no Brasil o filme “A Teoria de Tudo” (The Theory of Everything). O filme conta um pouco sobre a vida do físico Stephen Hawking, suas descobertas sobre o tempo, seu romance com a primeira esposa Jane Wide e o progresso de sua doença motora degenerativa.

 

A Teoria de Tudo

Baseado no livro de memórias ‘Travelling to Infinity: My Life with Stephen‘, de Jane Wide, o filme “A Teoria de Tudo” mostra a vida de Stephen Hawking a partir de 1963. Estudante de cosmologia na Universidade de Cambridge, Stephen buscava uma explicação simples e completa sobre o universo. Foi nesta época que o físico conheceu Jane Wide e começou seu romance com a estudante de artes.

Aos 21 anos, Hawking descobriu ter uma doença motora degenerativa, a esclerose lateral amiotrófica (também conhecida como ELA ou doença de Lou Gehrig). Na época, o diagnóstico dava à Stephen uma expectativa de mais dois anos de vida. É a partir daí que ele e Jane juntam-se em uma vida de amor e apoio inabaláveis para, juntos, superarem a doença e fazerem com que Stephen continue seus estudos e teorias.

 

Stephen Hawking

Referência quando o assunto é Física e Cosmologia, Hawking nunca deixou que sua doença atrapalhasse seus estudos. Doutor em Física, Stephen recebeu inúmeros prêmios na área científica, além de ter lançado diversos livros e teorias. Dentre eles, o mais conhecido que é “Uma Breve História do Tempo”, onde ele fala sobre a origem do Universo, porém em uma linguagem simples, para leigos.

Sobre o filme “A Teoria de Tudo”, Stephen Hawking publicou em sua página oficial no Facebook que foi uma “intensa experiência emocional” e também afirmou que foi o “mais perto que chegará da viagem no tempo”. Sobre a atuação de Eddie Redmayne, que interpreta o próprio Stephen, ele até afirmou que “às vezes, eu achava que ele era eu”. Um ótimo sinal, não acham?

 

Gostou de saber um pouco sobre a vida de Stephen Hawking? Então confira o filme e fique de olho no nosso blog para conferir outras curiosidades do mundo da física.

Deixe seu comentário :

Comentários

  1. andre oliveira de souza disse:

    Stephen Hawking é superação e estimulo a todos, principalmente com saúde e “membros” para ir em busca de seus sonhos

  2. Fabrizio Oliveira disse:

    Achei muito interessante a maneira em que terminou é filme. De forma interessante, o criador optou por inserir uma cena de abertura com personagens novos, o que acaba sendo um choque para o espectador. Desde que vi o elenco de Inferno imaginei que seria uma grande produção, já que tem a participação de atores muito reconhecidos, pessoalmente eu irei ver por causo do atriz Felicity Jones, uma atriz muito comprometida. Eu a vi recentemente em Filme A Monster Calls. É uma historia que vale a pena ver. Para uma tarde de lazer é uma boa opção. A direção de arte consegue criar cenas de ação visualmente lindas.

Deixe um comentário