Magnetismo é controlado pela eletricidade, já pode comemorar!

por iw_azeheb 30 mar

Magnetismo controlado por eletricidade

Muitas pessoas não sabem, mas todos os computadores do mundo armazenam suas informações em uma peça que nós chamamos de “Hard Drive”, popularmente conhecida como HD.

No HD é onde ficam todas as informações que o seu computador precisa salvar para utilização posterior. Fotos, músicas, documentos em texto, vídeos e uma série de outros arquivos são armazenados nesse Hardware de profunda importância.

Até o momento, os dados são transferidos com sinais elétricos e o armazenamento é realizado de maneira magnética, de forma semelhante aos antigos disquetes que possuíam aquela “fita” em seu centro.

Todavia, estamos prestes a ver uma das maiores inovações da computação até hoje. Pesquisas recentes informam que o magnetismo pode ser controlado pela eletricidade, o que pode afetar consideravelmente a velocidade em que nossas informações são guardadas.

Você sabia disso? Se não, então continue lendo esse post, pois abordaremos esse tema com um pouco mais de profundidade, fazendo com que você saiba quase tudo o que está por vir nos próximos anos! Pronto para saber mais a respeito? Continue a sua leitura e confira!

Uma nova abordagem ao eletromagnetismo

Até recentemente, os efeitos elétricos e os efeitos magnéticos foram estudados de maneira individual. Uma das principais razões para isso é que as causas para esses dois efeitos acontecerem são completamente diferentes.

No caso dos efeitos elétricos, as suas causas variam de acordo com a variação das cargas positivas e negativas dentro de um material. Como se sabe, a posição dessas cargas podem mudar de posição.

Já os efeitos magnéticos, suas causas estão pautadas na direção magnética interna das partículas de um determinado material. Normalmente, associa-se o termo “spin” para nomear essa direção interna, que nada mais é que a orientação das partículas subatômicas que são carregadas quando estão inseridas em um campo magnético.

Estudos recentes

Duas equipes de estudo conseguiram unificar esses dois fenômenos, fazendo com que os campos elétricos sejam capazes de controlar as oscilações magnéticas de alta frequência.

Tudo isso só foi possível graças aos materiais conhecidos como multiferroicos, que estão sendo reconhecidos na ciência por várias inovações recentes que também envolvem o campo da informática.

Essa nova abordagem ao eletromagnetismo pode significar um grande avanço na maneira como guardamos os nossos dados digitais. Servidores de todo mundo, além dos nossos próprios computadores pessoais podem estar à beira de uma grande evolução.

O que isso significa na prática?

Na prática, há a possibilidade da criação de novos HDs. Mais rápidos, mais precisos e com potencialmente mais espaço para armazenamento. Os computadores terão uma melhor resposta para ler e guardar arquivos, e em hipótese, estima-se que essas velocidades ultrapassem o já veloz SSD (Solid State Drive), que é o que nós temos de mais rápido atualmente.

Essas duas equipes responsáveis por essa descoberta também tiveram um profundo papel na descoberta do “eletromagnon”, o elo perdido entre o “eletro” e o “magnetismo”.

As novas aplicações para essa tecnologia ainda estão sendo estudadas, mas existem fortes indícios de que dentro de alguns anos a maneira com que lidamos com as nossas informações possa mudar quase que completamente — o que é um grande motivo para comemorar!

Portanto, esse foi o post sobre os novos avanços no estudo do magnetismo! Gostou do conteúdo? Não deixe de comentar abaixo a sua opinião e a sua expectativa para o futuro!

Deixe seu comentário :