Qual a história da energia nuclear no Brasil?

por iw_azeheb 14 dez

A energia nuclear é uma das fontes de produção energética do Brasil. Mesmo sendo pouco explorada quando comparada com as outras fontes, é importante saber um pouco sobre ela, afinal pode se tornar a energia do futuro. Descubra qual a história da energia nuclear no Brasil e o acidente que chocou todo o país.

A energia nuclear é produzida a partir de uma reação de transformação do núcleo dos átomos.

Determinados elementos químicos, como o urânio, têm a capacidade de se transformarem em isótopos e liberarem muita energia nesse processo – a chamada energia nuclear.

A história da energia nuclear no Brasil

A história da energia nuclear no Brasil é relativamente recente, começando por volta de 1969 quando o país passava pelo período da Di14tadura militar.

Em volta disso surgiram muitas discussões a respeito do uso futuro desse tipo de energia, se ele seria de uso pacífico (no caso da produção de energia) ou para fins mais destrutivos (como as armas nucleares).

O Brasil é um país com muitas hidroelétricas, dessa forma o abastecimento de energia de todo o território nacional é basicamente feito por essa fonte. Há também o uso de termoelétricas e o uso de energia nuclear é relativamente pequeno.

A primeira usina de energia nuclear do Brasil é a Angra I, localizada em Angra dos Reis – RJ, e seu desenvolvimento se deu na década de 70.

Nesse mesmo período o Governo Federal já traçou planos para expandir o projeto, que resultou na segunda Usina: Angra II.

O desenvolvimento da terceira unidade, denominada Angra III, ainda está em andamento. Notícias recentes revelam que estudam um aumento na conta de luz de todo o Brasil para que o projeto seja finalizado.

A energia nuclear no Brasil corresponde a 3% de toda a produção energética, e costuma ser usada em casos emergenciais.

Acidente nuclear no Brasil

Em Goiânia – GO, em 13 de setembro de 87, ocorreu o maior acidente envolvendo energia nuclear no Brasil.

Devido a negligências, um equipamento radioativo foi deixado exposto e catadores de sucata o encontraram. Como não tinham conhecimento sobre a peça, desmontaram-na e a venderam para um ferro-velho.

O problema maior foi que dentro desse equipamento continha uma cápsula que emanava uma luz brilhante. As pessoas ficaram maravilhadas com o material e começaram a manuseá-lo. Porém, esse material era extremamente radioativo.

O elemento químico nuclear era o Césio-137 e o problema só foi identificado pela Vigilância Sanitária duas semanas após os primeiros contatos.

Após descobrirem a problemática com a energia nuclear no Brasil, casas e comércios da região foram isolados e a população começou a ser analisada.

Quatro pessoas morreram por conta da grande exposição ao Césio-137 durante esse episódio e muitas outras foram prejudicadas por conta desse elemento radioativo.

Os problemas gerados pelas Usinas Nucleares

Não apenas referente à produção de energia nuclear no Brasil, mas também em todos os outros cantos do mundo, essa fonte energética é muito perigosa para a vida humana.

Os elementos radioativos são extremamente tóxicos, dessa forma podem perdurar por anos e anos no ambiente. Pessoas que são expostas aos seus efeitos podem morrer na hora ou em alguns anos.

Até mesmo mutações genéticas são bem mais propensas a acontecer em uma família que ficou exposta a determinada quantidade de radiação.

É por isso que as usinas nucleares devem possuir o mais alto índice de segurança e controle, devendo ser gerida por funcionários extremamente competentes e comprometidos com a segurança de todos.

A energia nuclear no Brasil não possui muito espaço na demanda nacional, mas esse quadro pode mudar conforme os anos vão se passando. Isso pode até ser lucrativo para o país, desde que feito sob muita segurança.

Deixe seu comentário :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *