Bobina de Tesla: como funciona

por iw_azeheb 24 mar

 

A Bobina de Tesla, que foi criada por Nikola Tesla por volta de 1890, é um transformador ressonante capaz de produzir tensões altíssimas a uma elevada frequência.

bobina-tesla

Como construir?

Há várias maneiras de construir uma Bobina de Tesla. Este equipamento, que requer dois circuitos básicos, é mais comumente composto por um transformador com núcleo de ar, um capacitor primário, um centelhador, uma bobina primária e uma bobina secundária.

O funcionamento se dá da seguinte maneira: o transformador carrega o capacitor e aumenta a tensão da rede, que é transferida para um centelhador que descarrega sobre a bobina primária. Esta bobina é montada próxima à base da bobina secundária que é ligada a terra. Os dois circuitos precisam ser ajustados para ressonar na mesma frequência.

Aos poucos a energia que está oscilando com baixa tensão e alta corrente na bobina primária é transferida à bobina secundária, que apresenta oscilação de baixa corrente e alta tensão. Quando a energia se extingue no circuito primário a sua oscilação, que está apenas no secundo circuito, alimenta faísca e corona de alta frequência. Esta combinação de alta frequência e alta tensão pode gerar um campo elétrico alto, capaz de ionizar o ar e se propagar como faíscas.

bobina-de-tesla

É possível montar o circuito da bobina em casa com alguns materiais, mas é preciso ter muito cuidado. Uma Bobina de Tesla eleva correntes elétricas a valores altíssimos, entre 250 kA e 2 MA, podendo ser letal “tocar” diretamente um dos raios, eles também podem causar queimaduras de terceiro grau. Mas pode-se segurar e aproximar um bastão de metal para atrair as faíscas ou mesmo uma lâmpada, que vai se acender quando alimentada por esta energia.

Deixe seu comentário :

Comentários

  1. josias disse:

    Um modo muito fácil de se explicar a bobina de Tesla

  2. mateus leite disse:

    mostrar como fazer, detalhadamente…

  3. mateus disse:

    Uma ampolas de Crookes, pode ser usada como centelhador numa bobina de Tesla? A ideia é reduzir ao maximo o barulho causado pela descarga dele.

  4. keila disse:

    oii!! eu estou fazendo um trabalho de física para a escola, e queria saber se a bobina de tesla é um exemplo de formação de campo elétrico e atuação da corrente elétrica?

  5. Eduardo Machado disse:

    Bom dia. Me interessei pela bobina de Tesla para gerar um pulso, apenas um pulso de alta voltagem, tendo como entrada uma bateria de 11v de 3 Ah. A pergunta: este pulso seria o suficiente para acender um circuito composto por 100 dispositivos conectados em série com uma resistência de 1,5 oHm cada? Com a fiação o circuito teria uma resistência de 180 oHms. Grato

  6. João Vítor disse:

    Olá. Eu queria perguntar se a bobina de tesla pode se capaz de destribuir energia em outros desportivos com um comando e se ela pode consentrar em um só ponto.

  7. Bernardo disse:

    keila Certamente é um bom exemplo só não acredito ser o melhor

  8. Lourenço Martins disse:

    Sim, ela pode se concentrar num só ponto: estabeleça um objeto metalico, imagine-se uma chave de fendas, e todas as faiscas se concentrarao ai. Com muito cuidado, se calhar, pode-se distribuir energia, porem perde-se muita dela para o ar, alem de que basta alguma coisa estar perto da bobina e ser condutor e, caso seja materiais eletrponicos, do estilo tv, vai fritar. pode assim tentar meter algo como uma caixa de plastico ou vidro a volta da corona, e depois um fio, que receberia a enregia toda, e a partir dai desenhava o resto do circuito. atencao que esta ideia não evita as perdas de energia, mas sim que frite algo.

  9. Vitor Hugo disse:

    Nesse vídeo tem uma demonstração de montagem muito legal.
    https://www.youtube.com/watch?v=ewFGWR30OZU

  10. Daniel disse:

    “Uma Bobina de Tesla eleva correntes elétricas a valores altíssimos, entre 250 kV e 2 MV,”. O autor se confundiu nessa parte, o que ela eleva a esse ponto é a tensão. A unidade de corrente também não é V, é A.

  11. Alex max disse:

    Esse campo que a bobina cria seria possível utilizá-lo para juntos a avião quebrar a velocidade de dobra, ou seja transforma o avião em uma grande bobina e transferir o campo para o avião, facilitando com que o mesmo não crie arrasto no ar, seria possível.

  12. Antonio Secundino Lopes disse:

    É intrigante quando encontramos diante das perguntas mostradas, como para que serve a bobina de tesla, e como construir, e para que serve este aparato. AMIGOS: Vejam que a resposta dada pouco responde, principalmente, quando a pergunta mostra que pouca gente tem conhecimento mais amplificado sobre esta descoberta de Nicola tesla: vou resonder a uma das perguntas, sobre PARA QUE SERVE E O QUE FAZ COM A BOBINA DE TESLA.
    eSCOLAS E FACULDADES nada falam sobre bobina de tesla como se quisessem que Tesla continua morto. isto é comum na malícia humana. Há que se valorizar o trabalho árduo e beneficiador de toda a humanidades em qualquer quadrante da terra esteja onde estiver o cidadão; lá onde estiver na certeza está se beneficiando deste invento e tantos e tantos outros de NIKOLA TESLA; um homem como Nicola tesla é somente de 2000 em dois mil anos é que nasce um.
    Pois bem A bobina de tesla está presente mui próxima de todos nós, como por exemplo no nosso comuptador atraves de um dispositivo com nome completamente diferente o que nós E ELELTLRONICOS CHAMAM DE FLEBEC no aparelho de TV inclusive com elevação da voltagem para mais de 6.000 volts.
    Podemos encontrar a encontrar a bobina de tesla no seu automóvel e em qualquer motor que funciona a explosão e queima de combustível gasolina, algool, eter, etc. qual seja a própria bobina que fornece a CENTELHA PARA AS V ELAS.
    oUTRO LOCAL ONDE VOCÊ USA NA SUA COZINHA ESTÁ A BOBINA DE TESLA LÁ NO SEU MICROONDAS, QUE É O TRANSFORMADOR QUE FORNECE ALTA TENÇÃO PARA O MAGNETÔMETRO. – COMO NÃO QUERO ESPICHAR A CONVERSA, MAS DEIXO CLARO QUE SOU ADVOGADO MAS GOSTO DE “SABER”. SE GOSTAREM DESTE COMENTÁRIO REPONDAMM POR FAVOR. obrigado se lerem este comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *