A ciência por trás do Pokémon Go!

por azeheblab 04 ago

O jogo Pokémon Go foi lançado no Brasil, e em poucas horas já é um sucesso! No jogo, o usuário deve se deslocar acionando uma tela no mapa que mostra a localização do jogador baseado em locais específicos da vida real. Dessa forma, ele consegue capturar com o aparelho todo Pokémon que encontrar. Basta apenas apontar o celular para o local desejado e apertando a tela com realidade aumentada.

28266686971_6a70760701_b

 

O que é a Realidade Aumentada (RA)?

Designa-se realidade aumentada (RA) ou augmented-reality (AR) a integração de informações virtuais a visualizações do mundo real (como, por exemplo, através de uma câmera). Realidade aumentada é um ambiente que envolve tanto realidade virtual como elementos do mundo real, criando um ambiente misto em tempo real.

 

vr-911031_960_720Cronologia
Descrever a história da Realidade Aumentada é também descrever a jornada e os “acréscimos” do homem ao mundo no qual ele vive.
1975: Myron Krueger cria um laboratório de realidade virtual chamado “Videoplace”, que permite o usuário interagir com elementos virtuais pela primeira vez.
1989: Jaron Lanier inventa o termo “Realidade Virtual” e cria o primeiro comercial em torno de mundos virtuais.
1990: Tom Caudell cria o termo “Realidade Ampliada”, enquanto estava na Boeing, ajudando trabalhadores a montar cabos em aeronaves.
1997: MTecna pensa num sistema a Imersão Ambiente onde o jogador poderia aproveitar o ambiente real e misturá-lo ao universo de efeitos dos jogos, inserindo por exemplo uma batalha em meio a edifícios e ruas utilizando um óculos translúcidos ou câmera e uma tv, a ideia de um vídeo game portátil com câmeras começou a ser desenvolvida a partir desta ideia anos mais tarde, devido apenas a limites tecnológicos.

Uma nova e maior área das atuais pesquisas gira em torno da Realidade Ampliada fora de ambientes fechados. GPS e sensores de orientação permitem sistemas de computação levarem a RA para ambientes mais amplos e abertos, caso do Pokémon Go.

 

GPS-constellation-3D-NOAAGPS (global positioning system)

O sistema de posicionamento global é um sistema de posicionamento por satélite que fornece a um aparelho receptor móvel a sua posição, assim como informação horária, sob quaisquer condições atmosféricas, a qualquer momento e em qualquer lugar na Terra, desde que o receptor se encontre no campo de visão de três satélites GPS (quatro ou mais para precisão maior).
O sistema foi declarado totalmente operacional apenas em 1995 e seu desenvolvimento custou 10 bilhões de dólares. Consiste numa “constelação” de 24 satélites. Cada um circula a Terra duas vezes por dia a uma altitude de 20200 quilômetros (12600 milhas) e a uma velocidade de 11265 quilómetros por hora (7000 milhas por hora), de modo que, a qualquer momento, pelo menos 4 deles estejam “visíveis” de qualquer ponto da Terra. Os satélites têm a bordo relógios atômicos e com informação adicional como os elementos orbitais de movimento, tal como determinado por um conjunto de estações de observação terrestres.

O receptor capta os sinais de quatro satélites para determinar as suas próprias coordenadas, e ainda o tempo. Então, o receptor calcula a distância a cada um dos quatro satélites pelo intervalo de tempo entre o instante local e o instante em que os sinais foram enviados (esta distância é chamada pseudodistância). Descodificando as localizações dos satélites a partir dos sinais de microondas (tipo de onda electromagnética) e de uma base de dados interna.

Além do Pokémon Go, o GPS é um dos pilares de aplicativos de encontro como o Tinder ou jogos de realidade aumentada como Ingress.

Deixe seu comentário :

Deixe um comentário